Livros que devo ler no início da faculdade de direito: O Príncipe – Nicolau Maquiavel

Olá estudantes!

Continuando com a nossa série de posts sobre livros essenciais para ler no início da faculdade de direito, hoje vamos abordar mais um clássico imperdível: “O Príncipe”, escrito por Nicolau Maquiavel.

“O Príncipe” é uma obra clássica escrita por Nicolau Maquiavel no século XVI. O livro é um tratado político que explora as características do poder e como um governante deve adquiri-lo e mantê-lo. Maquiavel examina a natureza humana e o contexto político da época para apresentar suas teorias sobre liderança e governo.

O livro começa discutindo os diferentes tipos de principados e repúblicas, enfatizando que o principal objetivo de um príncipe é manter-se no poder. Maquiavel argumenta que o príncipe deve estar disposto a utilizar tanto a virtù (habilidades e virtudes) quanto a fortuna (a sorte) para alcançar seus objetivos políticos.

Maquiavel destaca a importância de ser temido e respeitado ao mesmo tempo. Ele argumenta que é preferível ser temido a ser amado, pois o medo é mais duradouro e menos sujeito a mudanças. No entanto, o príncipe também deve evitar despertar ódio e desprezo entre seus súditos.

O autor também discute estratégias militares, aconselhando o príncipe sobre como organizar seu exército e conquistar novos territórios. Ele enfatiza a necessidade de um líder ser diligente, astuto e flexível para enfrentar os desafios que surgem durante seu governo.

Além disso, Maquiavel argumenta que a política não deve ser guiada por princípios éticos ou morais, mas sim pelos resultados desejados. Ele defende que, em certas circunstâncias, um príncipe deve ser capaz de enganar e manipular seus súditos para alcançar seus objetivos.

“O Príncipe” de Maquiavel teve um impacto significativo no pensamento político ocidental. Embora seja frequentemente associado a ideias maquiavélicas e imorais, o livro também pode ser interpretado como uma análise realista e pragmática do exercício do poder político.

Já discutimos os livros “O Caso dos Exploradores de Cavernas”, “Dos Delitos e Das Penas”, “A Luta Pelo Direito”, “Como se faz um Processo” e “O Espirito das Leis”. Sugiro que dê uma olhada nos posts relacionados a essas obras, pois tenho certeza de que não se arrependerá.

É isso estudantes.

Até breve!